Câmara Municipal de Jacutinga-MG - Home  
 
Home Vereadores Notícias Vídeos Leis Municipais Contato
 
A Câmara


A Cidade

 
Links Públicos
Assembléia Legislativa de MG - Clique Aqui
Governo de Minas - Clique Aqui
Cãmara dos Deputados - Clique Aqui
Senado Federal - Clique Aqui
Governo Federal - Clique Aqui
  HISTÓRIA DE JACUTINGA-MG
História de Jacutinga - Portal da Câmara Municipal de Jacutinga-MG
Voltar para a Página AnteriorEntre em contato conoscoIr para a Home Page


Imagem de Jacutinga em 1915....

Em 1771, o território que hoje constitui a paróquia e o município de Jacutinga, na época de seu povoamento, pertencia à paróquia de Ouro Fino.

Em 1803 já havia moradores na Região do Pico da Forquilha. Dentre os povoadores antigos de Jacutinga, destaca-se Antonio Pessoa de Lemos, natural de Sabará, que se estabeleceu com fazenda na barra do Ribeirão de São Paulo, cujas terras abrangiam o local onde se encontra a cidade de Jacutinga.

Em 1805 foram feitas as principais vias de penetração na zona oeste de Ouro Fino. Contudo, muito antes de sua abertura, já se iniciara o povoamento de Jacutinga pelas vias naturais constituídas pelos rios, principalmente pelo Rio Mogi, que naquela região era denominado Mogi-Abaixo. Também concorreu para o povoamento da região de Jacutinga, ao norte, o Ribeirão de São Paulo e ao Sul, o Rio Eleutério. Por volta de 1805, o povoado já havia atingido as margens do Eleutério, ali residindo muitos fregueses da paróquia de Ouro Fino, mas, desde então, registraram-se sérias contendas de limites entre mineiros e paulistas, pois a região já havia sido atingida por outros povoadores vindos de Mogi Mirim.

Em 1835, José Francisco Fernandes, Silvério José Machado e Emídio de Paiva Bueno começaram a derrubada das matas no local, exatamente no dia 30 de Março de 1835, onde se ergueria a Capela em homenagem a Santo Antonio, e numa segunda-feira, 06 de abril de 1835, começavam a abertura dos alicérceres, e em seguida o assentamento dos tijolos, para na segunda-feira, dia 13 de abril de 1835 serem levantados os andaimes, tendo como marco de sua fundação este ano.

Em 1847, num domingo de Novembro, a Igreja era inaugurada com a celebração da primeira missa pelo Padre Felipe José Viera e em torno da capela já existia uma dezena de casas.

Em 1856, o Bispo de São Paulo faz sua primeira visita a capela do Bairro de Santo Antonio de Jacutinga.

Em 1871, por forma do Decreto-Lei Provincial, o bairro é elevado à Freguesia.

Em 1873, a Capela foi elevada a Curato e o primeiro Cura (Pároco) que veio para Jacutinga foi o Padre Cristóvão Fatigatti.

Em 1875, o Padre Cristóvão foi substituído pelo Padre Gaudêncio Ferreira Pinto, que permaneceu na Freguesia até o dia 21 de fevereiro de 1885, e quando faleceu foi sepultado dentro da capela. As construções de casas continuavam em ritmo acelerado, pois começavam a chegar na Freguesia, famílias italianas, portuguesas e espanholas.

Em 1880, pela Lei do Palácio da Presidência da Província de Minas Gerais, criou-se o município de Ouro Fino, e marcando as divisas entre as freguesias de Ouro Fino e Borda da Mata, e em seu § 1º diz: - O novo município se comporá das seguintes freguesias: Ouro Fino, como sede, e elevada à categoria de cidade; Jacutinga e Monte Sião, desmembradas do município de Pouso Alegre;  Campo Místico, desmembrada do município de Jaguari.

Em 1894, era criado o Conselho Distrital e nomeados para conselheiros: Major Afonso de Paiva Pinheiro e Capitão Antonio José Pinto. Os conselheiros mandaram construir um prédio na esquina da Rua da Penha, esquerda de quem sobre (Rua Capitão José Pinto), para ser o mercado. Mandaram colocar “chafariz” nos quatro cantos da Freguesia. Construíram o matadouro. Mandaram instalar 50 lampiões de gás e colocaram placas em onze ruas.

Em 1897, a estação da Estrada de Ferro Vale do Sapucaí recebia seus últimos retoques. Seu nome era o de “Silviano Brandão”. Foi ele quem batalhou para trazer a Estrada de Ferro até Jacutinga. Era Presidente do Senado Mineiro e candidato ao Governo de Minas Gerais, e assumira o governo na nova capital mineira - Belo Horizonte. Por volta das 15 horas do dia 14 de março de 1897, ouviu-se pela primeira vez, o apito estridente da locomotiva do trem “Lastro” que vinha testando a linha. A Freguesia de Jacutinga ficou conhecendo um de seus maiores acontecimentos históricos, que foi a inauguração da Estrada de Ferro. Era o primeiro trem a chegar por estas bandas.

Em 1901, 16 de setembro, pela Lei 319, foi elevada a condição de município, passando a chamar-se somente Jacutinga. O nome foi assim designado, pelas muitas aves “Pipile Jacutinga” que habitavam a região, também conhecidas por Jacuapeti, Jacupará, ou peru-do-mato, aves pintangadas, pretas, e com penacho branco.

Em 1936, pela Lei 115 de 03 de novembro, foi assinado o convênio entre os Estados de Minas Gerais e São Paulo determinando os limites e linhas divisórias entre  os dois estados.

Em 1950, pela Lei 560 de 17 de maio, fica criada como Estância Hidromineral o Município de Jacutinga.

Em 1962, pela Lei 2.764 de 30 de dezembro, reestruturou-se a divisão administrativa do Estado de Minas Gerais e também do Município de Jacutinga.

Em 1970, pela Lei 5.524 de 16 de Setembro, fica considerada com estância Hidromineral, para os efeitos do disposto no artigo 15, § 1º, alínea “a”, da Constituição da República Federativa do Brasil, o município de Jacutinga.

Em 2007, pela Lei 17.110 de 01 de Novembro, dispõe sobre o reconhecimento da localidade como estância climática ou hidromineral e dá outras providências.


Voltar para a Página AnteriorEntre em contato conoscoIr para a Home Page
 
 
Clique Aqui
Homero
Nardini
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Carneirinho
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Guilherme
Correa
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
André
Taguá
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Lopes
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Dr. Gilmar
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Fernando
Vilela
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Agnaldo
Carecão
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Ricardo
Guina
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Hélio do
Lago Jr
Mais sobre este vereador    
Clique Aqui
Jorge
Cesário
Mais sobre este vereador    

 
  Endereço:
Rua Afonso Pena, 556 - Centro
CEP: 37590-000 - Jacutinga-MG
  Telefone:
(35) 3443-6602 / 3443-6331 / 3443-2637
  Cãmara Municipal de Jacutinga-MG - Home